Douglas Borel avalia estreia no Brasileirão: “Acho que fiz bem meu papel”

No mesmo palco, pouco mais de dois anos depois, o jovem lateral direito Douglas Borel voltou a ter uma oportunidade na equipe principal do Esquadrão. Ele, que atuou em 2019 sob comando de Enderson Moreira, foi o escolhido por Guto Ferreira para substituir o atacante Raí.

Foi em uma função um pouco diferente. Ao invés de atuar na lateral, como faz desde o início da carreira, o camisa 43 foi colocado para atuar um pouco mais na frente, na segunda linha, enquanto Nino Paraíba ainda estava em campo. Borel brincou e disse que, independente a posição, quer atuar.

“Não tem erro, pô. Onde me colocar para jogar eu topo”, disse em entrevista ao Sócio Digital.

Sobre a presença no triunfo contra Chape, o atleta contou um pouco do papo que teve com o treinador Guto Ferreira em um dos treinos da semana.

“Ele, na conversa comigo, falou sobre prestar bastante atenção na movimentação de Raí. Deixou em aberto a possibilidade de jogar ali, onde atuei só uma vez no sub-20. Acho que fiz bem meu papel”.

Nos minutos finais do jogo, após Nino ser substituído por Rodriguinho, Borel finalizou a partida na posição de origem. Ele, este ano, foi titular da equipe de Transição durante o Baianão e Brasileirão de Aspirantes.

Veja também…

Faça seu Comentário

Deixe sua opinião abaixo:

Sobre Redação 4279 Artigos
Veiculo informativo independente sobre o Esporte Clube Bahia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*